Anterior

Vereador volta a cobrar transparência nas contas do presidente da Câmara de Altos, Maxwell da Mariinha

17/07/2020

Anterior

Próxima

SAÚDE: Prefeitura de Altos e Faculdade UniNovafapi firmam parceria para ampliar atendimento à população

17/07/2020

Próxima
17/07/2020 - 12:56
Em meio a um processo de cassação, procuradores do TCE-PI, recomenda a rejeição das contas do prefeito de Coivaras Marcelino Almeida de Araújo

Um mês e um dia depois da Câmara de Vereadores de Coivaras, ter recebido a denúncia contra o prefeito Marcelino, ou, seja, dia 23 de junho de 2020 às 13: 09 minutos, ele usou sua conta no Facebook, para se defender, o prefeito disse: “Esta denúncia claramente política sem que tenhas configurado de fato qualquer crime de responsabilidade”, em outro trecho o prefeito escreve: “Esta denúncia mostra claramente que querem arrancar a todo custo o direito do povo escolher seus governantes enfrentando seus opositores pelo voto livre”. Mas ao contrário do que disse o prefeito Marcelino Almeida de Araújo, os Procuradores do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, em um parecer prévio do TCE-PI, recomendaram a rejeição das contas do prefeito de Coivaras.
 Foto: TV E PORTAL O JORNAL 

Prefeito de Coivaras, Marcelino Almeida de Araújo

O prefeito do município de Coivaras, cidade que dista cerca de 68 km ao norte de Teresina, Marcelino Almeida de Araújo, enfrenta um processo de cassação de mandato, a ação foi admitida pelo plenário da Casa Legislativo no dia 22 de maio de 2020, onde 06 dos 09 parlamentares votaram a favor. Ele é investigado pelo crime de improbidade administrativa.

Um mês e um dia depois da Câmara de Vereadores de Coivaras, ter recebido a denúncia contra o prefeito Marcelino, ou, seja, dia 23 de junho de 2020 às 13: 09 minutos, ele usou sua conta no Facebook, para se defender, o prefeito disse: “Esta denúncia claramente política sem que tenhas configurado de fato qualquer crime de responsabilidade”, em outro trecho o prefeito escreve: “Esta denúncia mostra claramente que querem arrancar a todo custo o direito do povo escolher seus governantes enfrentando seus opositores pelo voto livre”.

Mas ao contrário do que disse o prefeito Marcelino Almeida de Araújo, os Procuradores do Tribunal de Contas do Estado do Piauí, em um parecer prévio do TCE-PI, recomendaram a rejeição das contas do prefeito de Coivaras.

O parecer número 2020PM0058, processo número TC/007007/2018, de prestações de contas do exercício de 2017, do prefeito Marcelino Almeida de Araújo, tendo como relator Olavo Rebelo de Carvalho Filho e Procurador Plínio Valente Ramos Neto, no parecer os promotores do TCE-PI, encontraram pelo menos 09 indícios de irregularidades, nas contas do prefeito Marcelino, no exercício de 2017, lembrando que ainda falta as contas de 2018, 2019 e 2020.

Vale lembrar que das 09 irregularidades encontradas pelo Tribunal de Contas do Estado do Piauí, nas contas do prefeito Marcelino Almeida, segundo o parecer, 05 continuam pendentes, 02 parcialmente pendentes e 02 sanadas. Ou, seja, a grande maioria continua irregular, na prática das 09 irregularidades encontradas pelos procuradores do TCE-PI, 07 continuam pendentes, na avaliação do procuradores.

O parecer dos procuradores do TCE-PI, que recomenda a rejeição das contas do prefeito de Coivaras no exercício de 2017, deve servir de combustível, na Comissão Processante, que apura crime de responsabilidade e que pode culminar no afastamento do prefeito do cargo, mesmo que o parecer, não venha a ser decisivo, mas deverá constar no relatório da Comissão.

A TV e Portal O Jornal, procurou o prefeito Marcelino Almeida de Araújo, para comentar sobre a defesa que Marcelino, fez no Facebook, acusando a oposição de perseguição política e também sobre o parecer dos procuradores do TCE-PI, que recomenda a rejeição das contas dele no exercício de 2017, o prefeito até retornou os contatos, mas até agora não se pronunciou sobre os dois assuntos

. (A redação)



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.