Anterior

LiterAltos: ASSOMBRAÇÕES DA UESPI DE ALTOS

16/02/2020

Anterior

Próxima

LiterAltos: A Mulher Porca

17/02/2020

Próxima
16/02/2020 - 14:13
LiterAltos: Seara da Noite

Sereno da noite menina Vai molhar o bambuzal Para que na flauta doce do dia o rio transborde no canavial
 Foto: LiterAltos 

LiterAltos: Seara da Noite, Rafael Gomes

Seara da Noite

 

Sereno da noite menina
quebra os Céus demasiada
antes que chegue a neblina
e me deixe sem rumo na madrugada

Sereno da noite menina
Vai molhar o bambuzal
Para que na flauta doce do dia
o rio transborde no canavial

Voa Anum, voa
Vai ver o sereno passar
Sereno da noite menina
Beleza de maracujá

Cabelos da cor de urucum
Batidos na mão de pilão
Sereno da noite menina
Calor do meu coração

Se teu néctar eu poder contemplar
O lampião eu ei de apagar
Tentando numa noite de amor
Nós dois num ninho acabar

E mesmo depois do prazer
você não poder contentar
acenderei um lampião
Pra modo de nós conversar
Tentando n´uma noite de amor
Nosso fogo apagar.


Rafael da Silva Gomes






Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.