Anterior

O baile da Saudade em Altos

15/12/2018

Anterior

Próxima

Mulher que desapareceu na véspera de natal em Altos, foi localidade e se encontra no Instituto de Saúde José Gil Barbosa

30/12/2018

Próxima
28/12/2018 - 09:35
COIVARAS: Prefeito é acusado pela população de não dar expediente e deixa a cidade abandonada a própria sorte

Lembrando ainda que de acordo com o portal da transparência, o prefeito de Coivaras Marcelino Almeida, é de fato o funcionário público mais caro que a cidade possui, ele ganha cerca de 12 mil reais mensais incluindo os encargos. Portanto, devia fazer jus ao salário que ganha e cumprir com a função de funcionário público, mesmo sendo cargo eletivo. Com esse procedimento o prefeito com certeza dar mal exemplo aos demais funcionários da prefeitura e o município tende a perder. Ele ganha o equivalente a prefeita de Altos, cidade proporcionalmente 10 vezes maior que Coivaras em termos demográficos.
 Foto: O JORNAL  

Imagem ilustrativa

 

A população de Coivaras, sabendo da importância que tem a Tv e Portal O Jornal, como veículo de comunicação de massa na cidade, e que o editorial é voltado para a divulgação dos fatos e acontecimentos e que este veículo sempre ficou ao lado dos fatos. Assim à população veem procurando colaborar maciçamente com informações de como anda aquele município do ponto de vista administrativo, entre várias informações que a redação da Tv e Portal O Jornal recebe diariamente, uma delas da conta de que o prefeito da cidade Marcelino Almeida, a muito tempo não vem comparecendo ao seu posto de trabalho para dar expediente conforme determina a lei ou os bons costumes.

De acordo com informações da população, o prefeito vem a prefeitura no dia que lhe dar na telha, tem semana que ele nem pisa na prefeitura e tem semana que ele vem uma só vez.

A produção da Tv e Portal O Jornal, apura se o prefeito esteja cuidando de seus afazeres pessoais no horário em que devia estar na cidade e na prefeitura dando expediente, cumprindo assim as funções para os quais foi eleito. Devemos lembrar que Marcelino assumiu a prefeitura de Coivaras no dia 01 de janeira de 2017, prometendo a população que iria ser um prefeito diferente e iria dar expediente todos os dias de 07 as 13 horas, portanto mais uma das tantas promessas feitas e não cumprida pelo o atual gestor. Na oportunidade da fala na cerimônia de posse o prefeito aproveitou para criticar a antecessora prefeita Edmêr Freitas.

Lembrando ainda que de acordo com o portal da transparência, o prefeito de Coivaras Marcelino Almeida, é de fato o funcionário público mais caro que a cidade possui, ele ganha cerca de 12 mil reais mensais incluindo os encargos. Portanto, devia fazer jus ao salário que ganha e cumprir com a função de funcionário público, mesmo sendo cargo eletivo. Com esse procedimento o prefeito com certeza dar mal exemplo aos demais funcionários da prefeitura e o município tende a perder. Ele ganha o equivalente a prefeita de Altos, cidade proporcionalmente 10 vezes maior que Coivaras em termos demográficos.

É do conhecimento de todos que as atividades dos prefeitos não estejam restritas somente ao expediente na prefeitura, ele deve sair nos bairros e nas localidades da zona rural, visitando obras em andamento ou mesmo ouvindo o clamor da população. Ele pode ainda buscar juntos aos órgãos do estado ou autarquias, recursos ou convênios para o município. Pode também ir a Brasília buscar recursos juntos ao governo federal por meio dos ministérios.

O problema é que em Coivaras, não estar existindo essas obras assim em andamento para o prefeito ficar visitando o tempo todo aponto de não estar comparecendo a posto de trabalho e não se sabe se ele estar indo buscar recursos para o município e se estar indo buscar recursos, esses recursos não estão chegando, o que prova que o prefeito não vem tendo capacidade política-administrativa para a função do qual foi eleito.

O Departamento de Jornalismo da Tv e Portal O Jornal, por meio de sua assessoria jurídica, estuda a possibilidade de levar essa denúncia ao Ministério Público Estadual, para que o promotor possa tomar as providencias cabíveis.

2019, é um ano pré-eleitoral, não será surpresa se o prefeito voltar a visitar a cidade e a população com bem fazia na eleição de 2016, visando não o bem da cidade mais o bem próprio o da sua reeleição.  (Marron)

 






Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.