Anterior

DESTAQUE DO JORNAL IMPRESSO: CEDAIC: reconhecida por forças de segurança da sociedade civil organizada

15/06/2022

Anterior

Próxima

LiterAltos – O Quadro Literário de Altos (Aterro dos meus pesadelos)

17/06/2022

Próxima
16/06/2022 - 08:52
TRE-PI ocupa primeiro lugar no Ranking Transparência do Poder Judiciário do CNJ

O Presidente do TRE-PI, Desembargador Erivan Lopes agradeceu aos servidores, magistrados e colaboradores do Regional “que atuaram com seriedade, agilidade e competência para conquistar esse excelente resultado, importante passo para o aprimoramento da transparência ativa da Corte”.
 Foto: TRE-PI 

O ranking do TRE-PI, segundo o CNJ

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE-PI) alcançou o primeiro lugar no segmento Justiça Eleitoral do Ranking da Transparência do Poder Judiciário 2022 do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), com 100% da pontuação, sendo assim, o mais bem colocado entre os TREs, junto com o Regional de Alagoas. Em relação ao Ranking de 2021, a Corte avançou 32 posições e ocupa atualmente o 1º lugar.

Em 2018, o TRE-PI apresentou índice de 76,64% e em 2019 chegou a marca de 76,23%. No ano de 2020 chegou a 85,17% e em 2021 subiu para 93,30%. Neste ano, alcançou seu nível mais alto, atingindo 100%. O Tribunal ficou também em 1º lugar no grupo dos tribunais estaduais e entre todos os 93 órgãos avaliados. A melhora crescente é o resultado do esforço do TRE-PI no sentido de zelar pela transparência ativa e passiva e pela comunicação com o cidadão.

O Presidente do TRE-PI, Desembargador Erivan Lopes agradeceu aos servidores, magistrados e colaboradores do Regional “que atuaram com seriedade, agilidade e competência para conquistar esse excelente resultado, importante passo para o aprimoramento da transparência ativa da Corte”.

Instituído pela Resolução CNJ n. 260/2018, o Ranking da Transparência do Poder Judiciário busca valorizar os tribunais e conselhos que mais se destacam no fornecimento de informações de forma clara e organizada. Os itens sob avaliação estão distribuídos em nove temas, com 84 perguntas que buscam identificar, por exemplo, se os órgãos do Judiciário publicam: os objetivos estratégicos, metas e indicadores; os levantamentos estatísticos sobre a atuação do órgão; o calendário das sessões colegiadas; a ata das sessões dos órgãos colegiados; o campo denominado ‘Serviço de Informações ao Cidadão’ na página inicial; informações sobre licitações e contratos, entre outros.

 

J.A.

Fonte: Serviço de Imprensa e Comunicação Social – TRE/PI e Conselho Nacional de Justiça (CNJ)



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.