Anterior

Funarte realiza a XXIV Bienal de Música Brasileira Contemporânea

11/11/2021

Anterior

Próxima

O encontro da chapa 1, \"OAB de Verdade\", com advogados em Altos

13/11/2021

Próxima
13/11/2021 - 10:34
Prefeito envia projeto ao legislativo aumentando para 14% o desconto na folha dos funcionários

O prefeito Maxwell Pires, MDB, encaminhou à Câmara Municipal um projeto de lei no qual aumenta de 11% para 14% a alíquota previdenciária do funcionalismo público municipal, isso é, tão logo seja aprovado pelos vereadores, os funcionários terão um desconto a partir de 154 reais na folha de pagamento. O cálculo de 154 reais leva em contas apenas quem recebe um salário mínimo, os demais o desconto é bem maior ainda.
 Foto: TV E PORTAL O JORNAL 

Prefeito Maxwell Pires

 

Prefeito envia projeto ao legislativo aumentando para 14% o desconto na folha dos funcionários

 

O prefeito Maxwell Pires, MDB, encaminhou à Câmara Municipal um projeto de lei no qual aumenta de 11% para 14% a alíquota previdenciária do funcionalismo público municipal, isso é, tão logo seja aprovado pelos vereadores, os funcionários terão um desconto a partir de 154 reais na folha de pagamento.  O cálculo de 154 reais leva em contas apenas quem recebe um salário mínimo, os demais o desconto é bem maior ainda.

Em vez de aumentar e não atrasar os salários, como havia prometido em campanha, o prefeito de Altos está aumentando o desconto no salário dos servidores. O projeto deverá entrar em pauta na próxima sessão.

Por falar em sessão, os vereadores da base do prefeito prejudicaram votações importantes na última sexta-feira dia (12.11). Eles abandonaram o plenário da Câmara, sem justificativas, com isso ficou vários requerimentos, projetos de lei, o início da discussão do orçamento do município para 2022, o projeto de doação de um terreno da prefeitura para o judiciário, prejudicados. Essa foi a primeira vez na história do legislativo altoense que vereadores fazem debandada em massa do plenário da casa. Eles sem justificativas abandonaram o posto de trabalhos, cabível de punições, cabendo inclusive à presidente da casa legislativa, Regina Catarino, descontar os subsídios desses vereadores, pois eles são funcionários como qualquer outro e não possuem regalias a ponto de abandonarem os postos de serviços, como fizeram.

Apenas os vereadores: Adaildo Pancadão, Zé Wilson, Zé Ernandes, Fabíola Santos e a presidente da casa, Regina Catarino, permaneceram no plenária da Câmara.



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.