Próxima

Eleição 2020 em Pau D’arco do Pi: pré-candidato a prefeito, Nilton Bacelar, amplia Grupo com apoio do deputado Warton Lacerda

31/08/2020

Próxima
30/08/2020 - 23:52
LiterAltos: 04 últimos textos poéticos publicados no Grupo de WhatsApp da ALLNA.

É preciso resgatar a poesia que está ausente até nas letras das músicas de sucesso. Sendo assim, segue uma publicação referente aos 04 textos poéticos publicados no Grupo de WhatsApp da ALLNA. composições essas de autoria dos nossos confrades/confreiras da ALLNA.
 Foto: LiterAltos 

Composições essas de autoria dos nossos confrades/confreiras da ALLNA.

 

 

 

O mundo parece estar num tempo meio que apoético, seco, despido de sentimento e criações poéticas. É preciso resgatar a poesia que está ausente até nas letras das músicas de sucesso. Sendo assim, segue uma publicação referente aos 04 textos poéticos publicados no Grupo de WhatsApp da ALLNA. Composições essas de autoria dos nossos confrades/confreiras da ALLNA. (Gilberto Damasceno Paiva - Editor da Coluna LiterAltos)


Vazios

 

Joguei fora

os meus bregueços

Ficou somente comigo

a intensa solidão

Que já compreende

De há muitos tempos

de meus vasos

Eternamente sempre vazios.

 

(Kiko Fontenelle. In: OUTROEU, 2020)

 

Estradas da memoria no destino

 

Almas se entrelaçam 

Voo leve nas asas do destino

Penso que não  é  nada

Ter que ser triste sozinho

 

Pior é  o marasmo

O frio da madrugada

Quando não se ascende a chama

Dos riscos da alta estrada

 

Energia que é  chama ardente

Poeira que  é nuvem branda

Talvez não  tenha flama mais cálida

Nem mesmo a do jaz na cama

 

Memoria em sinapses químicas.,

Choque de realidade!

Talvez não haja morte

Pra quem viaja na liberdade. ....

(RG)

 

DIA DO SOLDADO

 

Zé Maria era dono de uma oficina de bicicletas. Boêmio, dedilhava um violão como poucos. Deixou sua marca na história de Altos quando provocou o incêndio que transformou o Cabaré da Venância no Queimadinho.

 

A Canção do Exército, conhecida como Hino do Soldado, tem um refrão garboso:

 

A paz queremos com fervor

A guerra só nos causa dor

Porém, se a Pátria amada

For um dia ultrajada

Lutaremos sem temor

 

Zé Maria, o pândego incendiário, parodiou:

 

Arroz se come com feijão

Cachaça se bebe com limão

Porém se a Pátria amada

precisar da macacada

saberemos dizer não

 

São histórias e personagens da terra de Zé da Prata.

 

(Marcelo Mascarenha)

 

 

 

COISAS DO CORAÇÃO

 

Há momentos encantadores

Repletos de muitos amores

Como aqueles que machucam

Mas podemos retomar

Pintando com as cores certas

O que o coração quer encontrar

 

Há momentos para refletir

Sobre o amor inferir

As emoções são acordes

Que não deixam compreender

Os sentimentos que nos tocam

Na valsa de bem querer

 

Teus olhos tocam-me a alma

Como uma beleza calma

Por que tem que ser assim?

Cada pedaço do teu pranto

É uma onda do mar a formar

Em cada onda um novo encanto

 

A emoção é viver assim

Cada momento depende de mim

Sem emoção não há paladar

Sentir teu sabor é doçura

As almas poéticas se inflam

De uma magia pura.

(Nairene Lima)

 






Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.