Anterior

Altos, ultrapassou a marca dos 10 casos confirmados de covid 19

11/05/2020

Anterior

Próxima

DENÚNCIA: Repercussão de matéria sobre exoneração da secretária Edmê, termina por revelar o descaso da saúde na cidade de Coivaras

12/05/2020

Próxima
12/05/2020 - 12:11
Prefeito de Coivaras é pressionado a exonerar a secretária de saúde do município

A ex-prefeita Edmê, e principal aliada do prefeito Marcelino, além dessa grande rejeição na Câmara de Vereadores, vem acumulando condenações judiciais por malversação do erário púbico, em duas dessas condenações foi exatamente por ela não ter aplicado recursos conforme a lei, na época em que era prefeita, na pasta em que hoje é gestora, ou seja, a saúde.
 Foto: TV E PORTAL O JORNAL 

A ex-prefeita de Coivaras, Edmê Oliveira Gomes Freitas

 

O prefeito do município de Coivaras, Marcelino Almeida, que pouco comparece às sessões do poder legislativo da cidade, resolveu participar da sessão do dia 08 de maio de 2020, mas a ida aquela casa legislativa parece não ter sido uma boa opção, pois o prefeito teve que ouvir publicamente o repúdio dos vereadores à sua principal aliada política, a ex-prefeita Edmê Oliveira Gomes Freitas, que é secretária de saúde.

O vereador Bilô, foi o primeiro a se pronunciar e pedir que o prefeito afaste imediatamente a secretara de saúde Edmê do cargo, na prática o parlamentar que tem experiência com gestão de saúde, alertou ao prefeito que a gestão dele no tocante a saúde não está boa e um dos principais problemas é a secretaria e por esta razão deve ser substituída.

Mas o prefeito Marcelino não contava era que, a fala do vereador Bilô, fosse ecoar pela casa e ser seguida por quase todos os parlamentares presentes à sessão, inclusive os poucos vereadores da base do prefeito.

A ex-prefeita Edmê, e principal aliada do prefeito Marcelino, além dessa grande rejeição na Câmara de Vereadores, vem acumulando condenações judiciais por malversação do erário púbico, em duas dessas condenações foi exatamente por ela não ter aplicado recursos conforme a lei, na época em que era prefeita, na pasta em que hoje é gestora, ou seja, a saúde.

O provável que é os vereadores não estejam querendo aceitar ou entender, como o prefeito Marcelino, mantém no cargo uma pessoa que já foi condenada pela justiça por não ter aplicado os recursos conforme a lei na área da saúde, parece um pouco contraditório, Edmê ter deixado de aplicar recursos conforme a lei, ou seja ter virado as costa para a saúde e na gestão do prefeito Marcelino, ser a secretária exatamente da saúde.

Lembrando que a ex-prefeita Edmê, aliada número um do prefeito Marcelino, além das condenações judiciais, ela ainda responde a vários processos no âmbito das justiças estadual e federal e todos por má aplicações dos recursos públicos.

Ressalta-se ainda que as penalidades impostas a ex-prefeita de Coivaras, estão: pagamento de multas e cassação dos direitos políticos por oito anos, ou, seja a ex-prefeita encontra-se inelegível, mas em todas as condenações cabe recursos, é um direito da presunção de inocência e Edmê, com certeza vem usando esses direitos, porém é uma faca de dois cumes, pois em muitas das vezes em vez de anular a sentença objeto do recurso o colegiado faz é impor mais sansões, a exemplo do ex-presidente Lula no caso do Sítio de Atibaia. (A redação)

 



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.