Anterior

A DIVINA PROVIDÊNCIA

11/06/2018

Anterior

Próxima

Colégio Cazuza Barbosa realiza mais uma edição da festa de folguedos

20/06/2018

Próxima
11/06/2018 - 17:19
SUCESSÃO 2018: A CORRIDA MALUCA

Em toda e qualquer eleicão, a única certeza é que há mais candidatos que vagas, o que torna essa corrida maluca uma verdadeira guerra, muitas vezes com estratégias que não medem ou simplesmente ignoram as consequências. Muitos passam por cima de quem quer que seja, ferindo de morte os seus próprios princípios (se é que - ainda - os têm!).
 Foto: Google 

Imagem ilustrativa

E enfim, chegamos ao 2018, o ano das eleições, em que escolheremos os nossos representantes pelos próximos 4 (quatro) anos. Elegeremos Presidente da República ( e vice), Governador (e vice), 02 (dois) senadores, 10 (dez) deputados federais e 30 (trinta) deputados estaduais.

E muito embora a legislação eleitoral afirme que a campanha deste pleito tenha, apenas, 45 (quarenta e cinco) dias, há muito que se vê os futuros candidatos num frenesi sem igual, todos à procura dos apoiadores de suas  pretensoes.

Em toda e qualquer eleicão, a única certeza é que há mais candidatos que vagas, o que torna essa corrida maluca uma verdadeira guerra, muitas vezes com estratégias que não medem ou simplesmente ignoram as consequências. Muitos passam por cima de quem quer que seja, ferindo de morte os seus próprios princípios (se é que - ainda - os têm!).

Amizades e até laços familiares sao desfeitos pela paixão desenfreada pelo poder, tudo com o único objetivo de vencer e conquistar uma dessas vagas. Não lhes importam quanto custa, seja sua própria dignidade ou de outrem! Eles querem conquistar e perpetuarem-se no poder.

Por um bom tempo convivi nos bastidores da política piauiense, como mera executora técnica de um órgão governamental, sem qualquer vínculo partidário, atuando mais como mera eleitora - trabalhei por alguns anos no Palacio de Karnak (mas não por indicação política!!). O fato é que, nos corredores da sede do Governo do Estado, aquela tenentezinha presenciou momentos políticos decisivos na vida do piauiense, que um dia constarão de um livro que já escrevo há anos! Mas hoje uso dessa experiência para afirmar: no jogo da velha política, vale tudo!

Mas, ao contrário do que muitos apostavam, na guerra deste ano, as pessoas estão bem mais conscientes do poder de seu voto, e, graças aos meios de comunicação cada vez mais eficazes, até o mais humilde dos piauienses entende um pouco o momento politico por que passamos, tendo acompanhado as ultimas participações dos nossos congressistas, por exemplo, como se assistissem um jogo de final de copa do mundo.

Entao, nessa corrida maluca atrás de votos, há até vaias aos pilotos desastrados que antes dirigiam suas ferrares quase no anonimato, esperando o período de eleição para comprar o “passe” para mais 4 anos. Já não cabe mais a expressão “curral eleitoral”, porque os “bois” estão à solta, procurando pastos verdejantes e não se contentarao com as migalhas do tempo da campanha eleitoral.

Podem até me chamar de sonhadora, mas nutro em meu coração a esperança de que este ano será o diferencial da historia do Brasil. Nestas eleições, a nossa jovem Democracia terá seu valor revelado! (Tv e Portal O Jornal/Major Elizete Lima)



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.