Anterior

Bandidos que assaltaram carro forte e balearam dois vigilantes, ateiam fogo, em carro em estradas vicinais no interior de Altos

19/02/2018

Anterior

Próxima

municípios do Piauí sobem de categoria no Mapa do Turismo

20/02/2018

Próxima
20/02/2018 - 07:42
LITERATURA: LIBERDADE, PARA QUE TE QUERO?!

COLUNA DA MAJOR ELIZETE LIMA: E a liberdade apregoada para nossas crianças e adolescentes é, muitas vezes, deturpada, e não são raras as vezes que vemos um professor vítima da violência de um estudante que lhe grita o direito de ir e vir, de falar, de usar o celular, de não estudar…!!!
 Foto: O JORNAL  

MAJOR ELIZETE LIMA

 

Uma das grandes preocupações que tenho, nos últimos tempos, é sobre os rumos que nossa sociedade está tomando no que diz respeito às liberdades individuais. Não que eu não seja a favor da liberdade! Ao contrario, defendo-a com unhas e dentes, porque ela é o segundo maior bem que tem o ser humano, perdendo, apenas, para a própria vida.

No campo da politica, por exemplo, sou e sempre serei defensora da Democracia participativa, segundo a qual temos a liberdade de votar e sermos votados, de escolher nossos representantes de forma direta. Jamais eu defenderia uma ditatura, seja ela política, ou religionsa, ou outra qualquer… porque, justamente, ditadura é sinônimo de ausência de liberdade, esse bem precioso conquistado a duras penas.

Mas o que me preocupa é o excesso de liberdade; e como a nova geração irá usá-la…!!

Cite-se temos a Liberdade expressão… ela muitas vezes é utilizada para agredir e machucar, denegrir a imagem alheia e, até, promover a desordem social. Apresentadores de TV, que sequer possuem curso superior, usam desse direito para lançar injurias, calunias, ou mesmo comentários maledicentes sobre as pessoas, sem o mínimo cuidado para com os prejuízos que podem causar.

E a liberdade apregoada para nossas crianças e adolescentes é, muitas vezes, deturpada, e não são raras as vezes que vemos um professor vítima da violência de um estudante que lhe grita o direito de ir e vir, de falar, de usar o celular, de não estudar…!!!

Há pais que concedem aos filhos uma liberdade irrestrita, na infancia, realizando-lhes todos os desejos e cedendo a todos os seus caprichos; quando esses filhos crescem, encontram alguns limites na sociedade, mas não sabem lidar com isso porque não aprenderam na família… e, aí temos grandes problemas que poderiam ser evitados, se, simplesmente, fossem eles acostumados a receberem um “nao”!

Entao, que liberdade é essa que estamos defendendo?

Nao seria hora de estabelecermos que, como qualquer outro, o direito de liberdade termina quando começa o direito de outrem?! Será que essa liberdade, total e irrestrita, é mesmo benéfica e bem-vinda nesse conturbado momento social?! Que tal refletirmos um pouco mais sobre o que fazer com essa tal LIBERDADE?!

 



Veja mais fotos:




Link:




Deixe seu comentário



Vídeo


Newsletter
Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.